NÚCLEO DE MÚSICA

Como parte fundamental e indissociável dos trabalhos da Antropofágica, a música apresenta-se desde os primeiros trabalhos do grupo como elemento constitutivo do discurso cênico, atuando como elemento ritual, como campo de pesquisa e como disparador de ações.

O intenso diálogo entre música e teatro dentro do grupo levaram à formação do Núcleo de Música, núcleo orgânico e permanente da Antropofágica, composto por músicos que participam ativamente do trabalho de criação do grupo, e que desde 2007 realizam trabalhos de formação, pesquisa, composição de trilhas e de performance ao vivo. Ao longo da trajetória da Antropofágica, o Núcleo de Música esteve à frente da composição de trilhas para 14 espetáculos do grupo, totalizando aproximadamente 222 intervenções musicais, sendo a maioria delas composições autorais. Desde sua formação, o Núcleo de Música exerce um papel fundamental na coordenação das demandas musicais do grupo, e a pesquisa poético-musical deste núcleo de trabalho relaciona-se de maneiras diversas aos processos de investigação e pesquisa da Antropofágica. Ao propor uma pesquisa no campo da interpretação, composição, pedagogia musical etc, o núcleo amplia suas possibilidades criativas, o que reverbera direta e indiretamente em sua relação com os demais núcleos. A variedade e o hibridismo das temáticas criam e transformam constantemente a bagagem musical do grupo, permitindo a utilização cada vez mais flexível da música como elemento estrutural da cena.

Para além da dimensão interna do grupo, o Núcleo de Música realiza compartilhamentos com outros grupos de teatro da cidade de São Paulo a fim de refletir e trocar experiências acerca de suas produções musicais, que em última análise, visa debater o papel da música de cena.