NÚCLEO ATP

É o núcleo da Companhia Antropofágica responsável pela manutenção de grande parte das atividades de seu metabolismo. O Núcleo ATP é composto por criadores que abarcam funções de atuação, direção, dramaturgia, iluminação, confecção de cenário e figurino, funcionando como ponte entre todas as frentes de atividade do grupo. O núcleo é o principal responsável pela condução dos processos de pesquisa e criação da Antropofágica, realizando constantes estudos teóricos e práticos sobre os temas investigados pelo grupo. O cotidiano de trabalho envolve a experimentação em sala de ensaio, o debate continuado sobre nossas formas coletivas de criação, a exploração de diferentes aspectos do fazer teatral, o domínio de ferramentas de encenação diversas e também o aprimoramento do ofício do ator, que culminaram nesses 20 anos de caminhadas e devorações nas descobertas da Atuação Antropofágica: o corpo em expansão no espaço público, o teatro da deformação – pesquisa do grotesco, o corpo como figuras, o autômato – a repetição automática de um corpo já sem impulsos e as poéticas populares do teatro de feira. Integrantes do núcleo assumiram também as diversas funções técnicas concernentes ao funcionamento de um grupo de teatro, configurando equipes permanentes de trabalho nas mais variadas áreas: administrativo, produção, registro fotográfico e audiovisual, manutenção e limpeza do Teatro Pyndorama e Território Cultural Okaracy.  As tarefas técnicas e cotidianas raramente se diferenciam das atividades propriamente artísticas do grupo, uma vez que são realizadas pelos mesmos indivíduos. O Núcleo ATP também encabeça, há anos, um projeto de formação teatral: ministra as três Oficinas de Teatro Antropofágico espalhadas pela cidade, e coordena as atividades de formação dos integrantes do Núcleo Py.